O caso do extravasamento de óleo no Nordeste. Fatos e necessidades

O caso do extravasamento de óleo no Nordeste. Fatos e necessidades

O Brasil é reconhecido mundo afora, principalmente, por suas belezas naturais, dentre as quais se destacam as praias de nossa vasta extensão litorânea, classificada entre as 20 maiores do mundo.

Em nossa faixa de litoral, encontramos diversos ecossistemas que apresentam enorme biodiversidade e condições que permitem o exercício de atividades que possuem grande potencial de desenvolvimento socioeconômico às regiões da costa, sejam na produção científica, na pesca, nos diferentes tipos de turismo, na produção de sal, na exploração de reservas de petróleo, entre outras.

Neste momento, muito tristemente, acompanhamos o alastramento de uma grande mancha de óleo cru sobre esses ecossistemas (mais especificamente, no litoral nordeste), e que já representa, segundo especialistas, um dos maiores desastres ambientais por vazamento de óleo de uma mesma origem, no Brasil.

Leia a matéria completa

A necessidade de valorização da escolha dos conselheiros tutelares passa pelo conhecimento do Estatuto da Criança e do Adolescente – ECA

A necessidade de valorização da escolha dos conselheiros tutelares passa pelo conhecimento do Estatuto da Criança e do Adolescente – ECA

Ontem, foram realizadas eleições para a escolha de novos conselheiros tutelares, em todo o País, para um período de 4 anos. Mais uma vez, a apatia e a falta de participação dos eleitores foi o lamentável destaque. Poucos compareceram para votar. Não há obrigatoriedade, infelizmente. A baixa mobilização dos cidadãos é o produto do desconhecimento de parcela da população e da rejeição ao Estatuto e a toda a política de garantia de direitos.

Leia a matéria completa

Guerra contra o crime prejudica a Educação Escolar

Guerra contra o crime prejudica a Educação Escolar

É do conhecimento de todos que estamos vivendo uma “guerra” na Cidade do Rio de Janeiro. Urge que o Estado retome os territórios ocupados e dominados pelos traficantes e pelos milicianos, para que se restabeleça a ordem urbana, a paz e a legalidade, a fim de que se possam garantir os direitos fundamentais dos cidadãos que vivem nas áreas onde essa anomalia se instalou, nas quais os códigos e as normas são ditadas, arbitrariamente, pelos marginais. Isso ninguém discute. Todas as pessoas de bem estão sintonizadas com esse clamor. O Estado e a Constituição da República devem prevalecer.

Leia a matéria completa

O Fundeb pode acabar! Corremos o risco!

O Fundeb pode acabar! Corremos o risco!

Fundeb é o Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação.

Ele é abastecido por impostos estaduais e municipais e, em alguns casos, por transferências de recursos da União, tendo por finalidade manter o funcionamento de creches e de unidades de pré-escola, de educação infantil, de ensino fundamental e de educação de jovens e adultos nos Estados e nos municípios.

Leia a matéria completa

Sustentabilidade e Maternidade: tudo a ver

Sustentabilidade e Maternidade: tudo a ver

A maternidade está muito mais ligada à sustentabilidade do que possamos imaginar. Desde os primórdios da humanidade até os dias atuais, o papel de principal influenciador do comportamento e formação dos filhos é da mãe. Mesmo com a evolução da vida da mulher do século XXI, a mãe é a principal provedora, influenciadora, formadora, cuidadora e educadora dos filhos. O aprendizado se dá pelo exemplo e é esta a principal responsabilidade da mãe na vida do filho: dar o exemplo para formação de sua consciência, moral e caráter. Noções de sustentabilidade são passadas desde tenra idade.

Leia a matéria completa

O drama das enchentes no Rio de Janeiro – efeitos colaterais para a saúde

O drama das enchentes no Rio de Janeiro – efeitos colaterais para a saúde

Apesar dos avisos incessantes e recorrentes de cientistas ambientais, a história se repetiu: As chuvas de transição de estação Verão/Outono vieram com alta intensidade e devastaram mais uma vez a cidade do Rio de Janeiro em diversos aspectos, infelizmente, com muitas perdas humanas. Os efeitos colaterais são inúmeros, mas há um efeito muito perigoso: as doenças pós-enchentes.

Leia a matéria completa

Poluição atmosférica: O mundo é um moinho

Poluição atmosférica: O mundo é um moinho

O outono é a estação do ano em que a poluição atmosférica começa a aumentar nas grandes cidades devido, entre outros fatores, às temperaturas mais amenas (baixa amplitude térmica), à diminuição da quantidade e frequência de chuvas que “lavam” os poluentes da atmosfera, além da diminuição de quantidade de folhas na arborização urbana, que são filtros naturais de agentes tóxicos para a nossa saúde. Leia a matéria completa

Dia Mundial da Água – sabendo usar, não vai faltar

Dia Mundial da Água – sabendo usar, não vai faltar

Enfim, chegou o mês de março: acabou o Carnaval, o ano letivo começou efetivamente, o Verão está quase no fim e todos ficamos aliviados porque não faltou água na cidade do Rio de Janeiro (até agora) em 2019. No dia 22 de março comemoramos o Dia Mundial da Água e a questão latente se coloca mais uma vez: teremos disponibilidade de água por mais quanto tempo? Leia a matéria completa

O Brasil é um país em que não cabe discriminação

O Brasil é um país em que não cabe discriminação

Pelo Mundo afora, as principais razões de guerras são as incompreensões religiosas, étnicas, políticas e sociais. Os que se encontram no Poder Político perseguem, matam, torturam, espancam e discriminam os que não seguem seus modelos pré-concebidos. Em teocracias e em sistemas totalitários como o fascismo e o nazismo ou seus análogos, a prática de intolerância é habitual. Leia a matéria completa

Educação domiciliar impede formação de cidadãos

Educação domiciliar impede formação de cidadãos

O governo federal quer implementar a chamada EDUCAÇÃO DOMICILIAR, alegando que os pais podem ensinar mais conteúdo que a ESCOLA. As crianças, segundo esse projeto, seriam educadas em casa, prática denominada homeschooling.

Para os fomentadores desse modelo, o pai que senta com o aluno duas, três horas por dia pode estar aplicando mais conteúdo que a ESCOLA, durante quatro, cinco horas por dia.

Mas, não devemos acreditar na inocência dos que planejam colocar essa agressão à educação escolar em vigência. Trata-se de uma estratégia macabra para dificultar ou impedir a formação de cidadãos críticos, organizados, capazes de conhecer e lutar por seus direitos fundamentais e, uma vez críticos, exigir do Estado e de seus governantes que cumpram as suas tarefas, em defesa das igualdades. Leia a matéria completa